Nova pagina 2

 

 
Nova pagina 2

Principal   

Quem somos   

Últimas notícias   

Eventos   

Notícias da Saúde   

Artigos da Saúde   

Notícias da Enfermagem   

Vestibulares   

Instituições de Ensino   

Cursos e capacitações   

Concursos em Destaque   

Calculadoras   

Links Interessantes   

Terminologias   

Pesquisas e Estudos   

Biblioteca Virtual   

Enfermagem   

Biológicas e da Saúde   

Pós-Graduação   

Idiomas   

Áreas de Atuação   

Conselhos   

Enfer. em Saúde Pública   

Enfermagem do Trabalho   

Artigos   

Monografias   

Teses e Dissertações   

Leis,   
Decretos e Resoluções   

Código de Ética   

 
Nova pagina 2
   | 1 enfermeiros on-line

Concursos!  

  Eventos
1 a 7 de agosto - Semana Mundial do Aleitamento Materno 2012


Evento destaca importância da amamentação e a alimentação saudável


Com o tema “Compreendendo o passado, planejando o futuro”, da Semana Mundial do Aleitamento Materno 2012, a importância da amamentação e a alimentação saudável após os seis meses serão alvos de debates entre profissionais da saúde. O evento acontece entre 1° a 7 de agosto.

O Banco de Leite Humano (BLH), um dos colaboradores na realização da Semana fará um workshop no penúltimo dia (06), às 15h, no auditório da Maternidade para as mães que estão no período do desmame. Será exposto sobre a preparação de alimentos com poder maior de nutrientes saudáveis ao bebê nas diferentes fases da vida.

Segundo Rosa Leal, coordenadora do BHL e palestrante do workshop, a abordagem será totalmente prática. Serão dadas dicas dos alimentos mais comuns e a forma de prepará-los antes de o bebê consumir. “Escolham frutas da estação regional, cuide da higienização das frutas, diminuindo os agrotóxicos contidos nela. Evitar o excesso de muito açúcar e sal na comida introduzida”, citou algumas atitudes aos pais.

Entre os seis aos 12 meses de vida, a criança necessita se adaptar aos novos alimentos, cujos sabores, texturas e consistências são muito diferentes do leite materno. Durante essa fase, não é preciso se preocupar com a quantidade de comida ingerida; o mais importante é proporcionar introdução lenta e gradual dos novos alimentos para que a criança se acostume aos poucos.

A coordenadora do BHL aproveitou para enfatizar do trabalho diário, em busca de novas doadoras para a unidade. Atualmente, em média, são 22 doadoras de leite, sendo 12 doadoras externas e 10 mães da UTI Neonatal. Dos 20 bebês internados no berçário, 10 recebem o leite materno pasteurizado pelo Banco.

DOAÇÃO

Deuzilene lima, nutricionista do Banco de Leite, explicou a facilidade na doação. Uma técnica do Banco de Leite vai até a casa das possíveis doadoras para verificar se elas estão habilitadas à doação. As mães aptas recebem o kit de coleta e orientações sobre técnica de retirada do leite excedente e modo de armazenamento.

Podem doar mulheres não portadoras de doenças crônicas, que não fazem uso de nenhum tipo de medicamento, não fumantes e que não ingerem bebidas alcoólicas. Além de salvar vidas, a doação beneficia a própria mãe, que volta ao peso mais rapidamente, produz mais leite, reduz o risco de câncer de mama, de ovários, evita a osteoporose e tem menos sangramento.

Ela mencionou que o consumo diário de leite, hoje, é de 300 ml, menos de meio litro por dia. “Esperamos que a Semana de Aleitamento Materno possa sensibilizar mais as mães com excesso de leite a serem doadoras. O nosso estoque é muito restrito. Conseguimos suprir apenas a demanda do berçário”, destacou.

Deuzilene comentou que o processo de retirar o leite até o consumo do bebê é demorado. Por isso, precisa-se de muitas mulheres aptas a doarem. “A pasteurização do leite custa cerca de quatro horas, pois passa por vários processos e testes. Somente dois dias são liberados para o consumo”, detalhou.

SEMANA DE ALEITAMENTO

O objetivo da Semana é contribuir para o fortalecimento das ações de promoção, proteção, incentivo e apoio ao aleitamento materno no Estado de Roraima. A programação é voltada a gestores, profissionais da ESF, representantes da Educação, Assistência Social, Ongs e demais profissionais dos 15 municípios em torno de seis palestras, workshop e uma mesa redonda.
A abertura, no dia 1º, acontecerá na Fundação Universidade Virtual de Roraima (Univirr), no bairro Pricumã, de 9 às 12h, com uma teleconferência unindo o Estado e os Municípios.

Celton Ramos/Sesau




 Este conteúdo foi visitado 1231 vezes.  

<< Voltar para a página anterior...
Livros - Submarino.com.br
Nova pagina 2

Nova pagina 2
 
 
 


Acompanhe nosso RRS

 

 

 
Nova pagina 2