Nova pagina 2

 

 
Nova pagina 2

Principal   

Quem somos   

Últimas notícias   

Eventos   

Notícias da Saúde   

Artigos da Saúde   

Notícias da Enfermagem   

Vestibulares   

Instituições de Ensino   

Cursos e capacitações   

Concursos em Destaque   

Calculadoras   

Links Interessantes   

Terminologias   

Pesquisas e Estudos   

Biblioteca Virtual   

Enfermagem   

Biológicas e da Saúde   

Pós-Graduação   

Idiomas   

Áreas de Atuação   

Conselhos   

Enfer. em Saúde Pública   

Enfermagem do Trabalho   

Artigos   

Monografias   

Teses e Dissertações   

Leis,   
Decretos e Resoluções   

Código de Ética   

 
Nova pagina 2
   | 1 enfermeiros on-line

Concursos!  

  Notícias da Saúde
Novas regras auxiliam tratamento de hepatite C

 

Após as alterações das diretrizes de tratamento da hepatite C - realizadas pelo Ministério da Saúde para o SUS (Sistema Único de Saúde) - os portadores da doença terão benefícios que começarão a valer a partir de hoje em todo o Brasil. Em Limeira, são 45 pessoas fazendo tratamento pelo SUS.

A informação é do médico infectologista de Limeira, Marco Antônio Pereira Francisco. Segundo ele, entre as melhorias, os pacientes poderão iniciar o tratamento em até quatro meses, representando uma aceleração de dois a quatro meses no processo, além de prolongá-lo, caso seja necessário, sem necessitar do aval do Comitê Estadual de Hepatites Virais.

Segundo o médico, para começar a se tratar da hepatite C, é preciso realizar uma sequência de exames. Porém, com esta nova regra, o processo será menos rigoroso.

Antes da novidade, de acordo com Francisco, demorava de seis a oito meses para o enfermo iniciar o tratamento. "Esta estatística mudou para aproximadamente quatro meses, visto que em alguns casos será possível pular algumas etapas. As biopsias, por exemplo, em alguns quadros clínicos são irrelevantes", disse. "Serão mantidos, contudo, os exames básicos como o de HIV, criatinina, colesterol, entre outros, pois são essenciais para detectar e lidar com os efeitos colaterais que o tratamento pode vir a trazer", comentou

Outro fator abordado pelo infectologista é a questão do prolongamento do tratamento sem necessitar de autorização. "Será possível estender o processo por até 72 semanas, 24 [semanas] a mais que antes. Isso é muito bom, visto que é uma esperança de melhora para os que não encontravam a cura até o final do tratamento, que era de no máximo 48 semanas", disse.

Novo remédio

Outra novidade, segundo o médico, é um novo remédio que será usado nos tratamentos em Limeira, entre o final deste ano e o começo de 2012. Ainda sem nome definido, o infectologista afirmou que a droga aumentará a potência de cura da hepatite C, que é de 75%, para 85%. "Este medicamento se juntará com a injeção Interferon e o comprimido Ribaverina, acrescentando potência no tratamento do portador da doença", falou.

O remédio ainda está em fase de liberação pela Anvisa, segundo Francisco, e foi fruto de estudo acadêmicos. "Deste modo, as chances de erradicação do vírus será maior. É o avanço da medicina trabalhando em prol dos que necessitam", falou.

Fonte: portalcofen.gov.br




 Este conteúdo foi visitado 2137 vezes.  

<< Voltar para a página anterior...
Livros - Submarino.com.br
Nova pagina 2

Nova pagina 2
 
 
 


Acompanhe nosso RRS

 

 

 
Nova pagina 2