Nova pagina 2

 

 
Nova pagina 2

Principal   

Quem somos   

Últimas notícias   

Eventos   

Notícias da Saúde   

Artigos da Saúde   

Notícias da Enfermagem   

Vestibulares   

Instituições de Ensino   

Cursos e capacitações   

Concursos em Destaque   

Calculadoras   

Links Interessantes   

Terminologias   

Pesquisas e Estudos   

Biblioteca Virtual   

Enfermagem   

Biológicas e da Saúde   

Pós-Graduação   

Idiomas   

Áreas de Atuação   

Conselhos   

Enfer. em Saúde Pública   

Enfermagem do Trabalho   

Artigos   

Monografias   

Teses e Dissertações   

Leis,   
Decretos e Resoluções   

Código de Ética   

 
Nova pagina 2
   | 1 enfermeiros on-line

Concursos!  

  Notícias da Enfermagem
Se aprovada, nova lei deve aumentar a demanda por enfermeiros


Um projeto de lei que aguarda votação na Câmara dos Deputados pode aumentar o número de vagas para profissionais da área de enfermagem. O PL 2295/2000 fixa a jornada de trabalho em seis horas diárias e trinta horas semanais para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem.


Segundo o secretário geral do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Gelson Albuquerque se aprovado, o projeto vai levar hospitais e centros de saúde a reestruturar suas equipes. "O mercado de trabalho brasileiro já é aquecido e a aprovação da proposta deve inserir novos profissionais no mercado", afirma.


A atual carga de oito horas diárias de trabalho é considerada excessiva pelo Cofen. "A enfermagem é um trabalho no qual o profissional convive com sofrimento, além de ser muito técnica, o que causa desgaste", diz Albuquerque.


Além de mais tempo para descanso, o Cofen alega que a nova carga horária é necessária também para que os profissionais tenham mais tempo disponível para realizar cursos de educação permanente.


Qualificação


A queixa dos hospitais sobre a falta de mão de obra qualificada na área de enfermagem também preocupa o Cofen, que quer reduzir já no próximo ano o número de vagas oferecidas nas faculdades de enfermagem.


A entidade também está em negociação com o Ministério da Educação (MEC) para que os resultados do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) sejam usados como base para a fechar cursos de baixa qualidade. Esses dois fatores seriamos principais causadores da falta de qualificação dos recém formados.


"Há um exagero no número de formandos. São muitas vagas em cursos duvidosos", diz Albuquerque.


Além da qualidade do ensino, outro problema seria a concentração de cursos de enfermagem nos grandes centros urbanos, enquanto em outros 500 municípios pequenos do País faltam profissionais em diversas áreas da saúde. /L.A.


COFEN


 Este conteúdo foi visitado 1406 vezes.  

<< Voltar para a página anterior...
Livros - Submarino.com.br
Nova pagina 2

Nova pagina 2
 
 
 


Acompanhe nosso RRS

 

 

 
Nova pagina 2