Nova pagina 2

 

 
Nova pagina 2

Principal   

Quem somos   

Últimas notícias   

Eventos   

Notícias da Saúde   

Artigos da Saúde   

Notícias da Enfermagem   

Vestibulares   

Instituições de Ensino   

Cursos e capacitações   

Concursos em Destaque   

Calculadoras   

Links Interessantes   

Terminologias   

Pesquisas e Estudos   

Biblioteca Virtual   

Enfermagem   

Biológicas e da Saúde   

Pós-Graduação   

Idiomas   

Áreas de Atuação   

Conselhos   

Enfer. em Saúde Pública   

Enfermagem do Trabalho   

Artigos   

Monografias   

Teses e Dissertações   

Leis,   
Decretos e Resoluções   

Código de Ética   

 
Nova pagina 2
   | 1 enfermeiros on-line

Concursos!  

  Notícias da Saúde
Morte por dengue é confirmada

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) confirmou o primeiro caso de morte por dengue hemorrágica do ano. Segundo a assessoria de imprensa da Sesap, a morte é do início do ano. O  secretário estadual de saúde, Domício Arruda, não soube dar detalhes sobre a confirmação, mas acrescentou que outros dez casos suspeitos de óbito por dengue hemorrágica estão sendo analisados.

O novo boletim  divulgado ontem, trouxe os mais novos números de casos de doença  no Rio Grande do Norte. Já foram notificados em todo o Estado  7.701 casos. Do total, 69 são de febre hemorrágica, sendo uma morte confirmada.

 Em Natal, foram registrados 1.652 casos até o dia 9 de abril. O município é considerado como área de incidência média da doença. Os dez municípios que apresentam o maior número de notificações no RN são: Mossoró (1.000 casos notificados), Pau dos Ferros (349), João Câmara (341), Parnamirim (338), Macaíba (248), Nova Cruz (215), São Gonçalo do Amarante (206), Equador (188), Guamaré (153) e Santo Antônio (149).

Carros

As primeiras ações de combate ao avanço do mosquito da dengue, em Natal, poderão começar hoje. Tudo dependerá do clima para que os carros-fumacê iniciem os trabalhos de pulverização em 14 bairros de Natal. Para que a ação seja eficaz é preciso que não esteja chovendo nas primeiras horas da manhã e no final da tarde, período no qual os veículos percorrem as ruas aspergindo o larvicida que impede a procriação do agente transmissor da doença.

  De acordo com o coordenador municipal do Programa de Controle da Dengue, Lúcio Pereira da Silva, somente agora os veículos poderão atuar em Natal. “Estávamos numa ação de combate no interior do estado. E, se tudo der certo, amanhã (hoje) iniciaremos os serviços em 14 bairros da capital. Precisaríamos, no entanto, ter mais bairros cobertos neste momento”, afirmou. Ele acrescentou que, em dias chuvosos ou em dias de temperaturas elevadas, o efeito do larvicida utilizado nos fumacê é praticamente nulo.

 Em Mãe Luiza, bairro no qual foi identificado um dos maiores índices de infestação da doença, o Centro de Controle de Zoonoses enviará 26 agentes de endemia para fazer uma espécie de força-tarefa. “Os agentes farão um trabalho de erradicação dos focos no bairro durante 10 dias úteis. Além disso, estamos tentando mobilizar a população local com ações de conscientização”, ressaltou.

Emergência

 Há nove dias, era publicada no Diário Oficial do Município, a portaria nº 090/2011 que decreta estado de emergência em Natal pelos elevados índices de contaminação pela dengue. Desde então, criou-se uma expectativa em torno das ações da Secretaria Municipal de Saúde em relação ao combate ao mosquito. “Se passou mais de uma semana e nada de concreto conseguiu ser feito. Eu ainda não vi nenhum plano para conter o avanço da doença”, advertiu o infectologista Hênio Lacerda.

 O secretário municipal de Saúde, Thiago Trindade, foi procurado pela reportagem da TRIBUNA DO NORTE durante toda a tarde de ontem, mas não retornou às chamadas telefônicas. A assessoria de imprensa da Secretaria, idem.  Numa declaração da semana passada, o secretário não detalhou os planos do Município para o combate ao aedes aegypti. Ele não comentou quanto será gasto nas ações emergenciais e nem confirmou se uma Organização Social (OS) será contratada para realizar os serviços e quanto seria pago. Especula-se que hoje, em entrevista coletiva, ele comente estes pontos.

 Hênio Lacerda afirma que o Estado de emergência deveria ter sido decretado há algum tempo. Além disso, o infectologista cobra ações enérgicas dos governantes em relação ao combate ao mosquito. “Uma semana a mais sem  ações, corresponde a mais gente doente, mais pacientes a serem atendidos e hospitais lotados. Cada dia que passa nessa intervenção é um risco para quem contrai a doença, maior ainda para os pacientes com dengue hemorrágica”, ressaltou.

Natal já tem 1.652 casos de dengue registrados

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou ontem  dados referentes ao mais novo balanço dos casos de dengue no Rio Grande do Norte.  Em Natal, foram registrados 1.652 casos até o dia 9 de abril. Devido o crescimento  no número de casos, a Sesap anunciou que libera a partir de hoje os carros fumac~es para Natal (ver quadro ao lado). O município é considerado como área de incidência média da doença. Os dez municípios que apresentam o maior número de notificações no RN são: Mossoró (1.000 casos notificados), Pau dos Ferros (349), João Câmara (341), Parnamirim (338), Macaíba (248), Nova Cruz (215), São Gonçalo do Amarante (206), Equador (188), Guamaré (153) e Santo Antônio (149).

 Em Ceará-Mirim, cidade classificada pela Sesap como área  em situação de risco muito alto de epidemia, o promotor de Justiça, Paulo Batista Lopes Neto recomendou ao prefeito e ao secretário municipal de Saúde, a adoção de medidas administrativas. Com isto, o promotor objetiva garantir o atendimento à população em casos de suspeita da doença.

 A recomendação do Ministério Público orienta que seja fiscalizada a carga horária dos profissionais de saúde, o cumprimento dos ciclos bimensais e a contratação de pessoal para suprir necessidades de combate ao mosquito. Além destas ações, o município deve realizar campanhas educativas para esclarecer à população as formas de prevenção da moléstia.

 O Promotor de Justiça advertiu que caso a recomendação não seja atendida, serão estabelecidas medidas judiciais cabíveis. As informações referentes a adoção das medidas devem ser encaminhadas à Promotoria de Justiça ao final do prazo de dez dias, contados a partir do recebimento da recomendação.

Prefeitura reúne comitê intersetorial

Integrar as ações das principais pastas da Prefeitura do Natal no combate à dengue. É esse o objetivo do Comitê Intersetorial da Dengue, que se reuniu na tarde desta quarta-feira (13), no auditório da Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Seturde).

A Prefeitura de Natal quer que as ações do comitê envolvam atividades de educação ambiental nas escolas municipais, nos prédios públicos, nas comunidades, nos cemitérios, com medidas preventivas para evitar e acabar com focos de dengue.

A secretária adjunta de Atenção Integral à Saúde da SMS, que participa do Comitê, Maria do Perpétuo Socorro Lima Nogueira, informou que a população, a qualquer necessidade, deve ligar para o disque dengue (0800 4031), em funcionamento 24 horas por dia. “Através deste número a população tira dúvidas sobre onde fazer exames, quais os principais sintomas da doença, como se prevenir”, informou a adjunta Maria do Perpétuo.

Já a chefe do Departamento de Vigilância à Saúde, da SMS, Maria Cristiana da Silva Couto, informou que só este ano em Natal já foram confirmados 1708 incidências de dengue clássica. “Em relação à dengue hemorrágica, dos 105 casos notificados, 25 foram confirmados”, disse Cristiana Couto

“Uma das medidas que serão tomadas a partir de agora é aplicação da lei, recentemente aprovada pela Câmara Municipal do Natal, que multa proprietários de terrenos e imóveis fechados que estejam com focos de dengue”, afirmou a prefeita Micarla de Sousa, que participou da reunião.


Tribunadonorte.com.br


 Este conteúdo foi visitado 1217 vezes.  

<< Voltar para a página anterior...
Livros - Submarino.com.br
Nova pagina 2

Nova pagina 2
 
 
 


Acompanhe nosso RRS

 

 

 
Nova pagina 2