Nova pagina 2


 

 
Nova pagina 2

Principal   

Quem somos   

Últimas notícias   

Eventos   

Notícias da Saúde   

Artigos da Saúde   

Notícias da Enfermagem   

Vestibulares   

Instituições de Ensino   

Cursos e capacitações   

Concursos em Destaque   

Calculadoras   

Links Interessantes   

Terminologias   

Pesquisas e Estudos   

Biblioteca Virtual   

Enfermagem   

Biológicas e da Saúde   

Pós-Graduação   

Idiomas   

Áreas de Atuação   

Conselhos   

Enfer. em Saúde Pública   

Enfermagem do Trabalho   

Artigos   

Monografias   

Teses e Dissertações   

Leis,   
Decretos e Resoluções   

Código de Ética   

 
Nova pagina 2
   | 42 enfermeiros on-line

Concursos!  

  Notícias da Saúde
Samu 192 tem reconhecimento da população e será expandido para os 141 municípios do Estado de Mato Grosso.


"O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) vem ganhando o reconhecimento da população e a satisfação dos servidores em pertencer aos quadros do serviço. Desde a sua implantação ele vem ganhando status de atendimento e, já consagrado no padrão mundial. O Governo do Estado dá apoio incondicional ao serviço tanto que é meta implantá-lo nos 141 municípios", assim é a definição da importância do serviço para o diretor geral do Samu 192, Daoud Mohd Khamis Jaber Abdallah, estendendo a sua experiência como diretor aos depoimentos dos servidores.

Trabalhar no Samu 192 resulta na participação em várias experiências marcantes. Isaias Rodrigues de Souza, 39 anos, trabalhou dois anos e meio como condutor (motorista) socorrista do Samu 192. Ele disse que "não há hora, nem dia, nem noite, nem chuva, frio ou dificuldade de acesso que impeça o Samu de socorrer a vítima".

Isaias participou do resgate de vítimas no desmoronamento da cachoeira Véu das Noivas onde, às vezes, só havia espaço para um homem passar e eles ainda tinham de carregar uma maca com o corpo das vítimas.

No Balneário da Assalmat, uma criança caiu na piscina e quase morreu afogada. "Nós levamos a menina para o Pronto Socorro e a trouxemos de volta para a mãe, que se assustou quando soube o que tinha acontecido com a filha e ficou surpresa com a rapidez do atendimento do Samu", lembrou Isaias

A experiência que mais marcou o condutor socorrista, contudo, aconteceu com um caminhoneiro, em fevereiro de 2008. Isaias contou que "o caminhoneiro tinha parado no Posto São Mateus, no bairro Coxipó, e começara a passar mal apresentando sangramento oral, tosse e outros sintomas preocupantes. Nossa equipe chegou ao local e o levou para um hospital de referência. Como ele estava sozinho ficamos com ele até que o médico desse o diagnóstico final".

O médico que atendeu o caminhoneiro disse que ele teria de ficar no hospital por no mínimo 20 dias. Como ele faria com o caminhão? Isaias se ofereceu para ligar para a empresa empregadora do caminhoneiro, que aceitou. Com o telefone na mão Isaias ligou para a empresa, que mandou outro caminhoneiro para Cuiabá o qual conduziu a carga até seu destino final. Isaias avisou també, a esposa do caminhoneiro, em Pernambuco, que veio encontrar com o marido no hospital, trazendo uma filhinha.

Passaram-se 22 dias e o caminhoneiro recebeu alta, mas não voltou para Pernambuco. Ficou em Cuiabá mais oito dias procurando Isaias e a equipe do Samu 192 que o tinha atendido, até que encontrou o condutor-socorrista. "Ele disse que não poderia ter ido embora sem nos agradecer, por termos salvo sua vida. Que aonde quer que ele fosse ia levar a todos a informação de como o Samu 192 é valioso. Disse que, em qualquer tempo que fôssemos a Pernambuco a casa dele estava aberta para nós, e nos deu o endereço", contou Isaias.

As palavras finais do caminhoneiro não foram esquecidas por Isaias até hoje, dois anos depois de proferidas. Segundo Isaias o caminhoneiro disse que, "às vezes, a pessoa acha que está jogada, abandonada, e aí vem alguém como se fosse um anjo da guarda, e mostra que nem tudo está perdido. Vocês, do Samu, foram o meu Anjo da Guarda desta vez e eu não vou esquecer nunca disso".

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgencia é resultado de uma parceria da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES/MT) com o Ministério da Saúde, por meio da Portaria nº 1864/GM , em setembro de 2003, que iniciou a implantação do Serviço Móvel. O serviço tem como finalidade prestar socorro à população em casos de emergência reduzindo o número de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as sequelas decorrentes da falta de socorro precoce.

Segundo o diretor "o serviço funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutor (motorista) socorrista, que atendem às urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população. O Samu 192 realiza o atendimento em qualquer lugar, quer sejam residências, locais de trabalho ou vias públicas".

PROCEDIMENTOS - Na sede do Samu, à Rua Oriente Tenuta (no antigo Hospital São Tomé), em agosto de 2007 foi montada a Central de Regulação, totalmente informatizada com seis pontos para recebimento das chamadas, computadores e radiotransmissores.

A Central de Regulação atende aos chamados de emergência pelo 192 - de telefone fixo, celular ou orelhão. A ligação é atendida na Central de Regulação que identifica a emergência e, imediatamente, transfere o telefonema para o médico regulador. Esse profissional faz o diagnóstico da situação e inicia o atendimento no mesmo instante, orientando o paciente, ou a pessoa que fez a chamada, sobre as primeiras ações.

Ao mesmo tempo, o médico regulador avalia qual o melhor procedimento para o paciente, ou orienta a pessoa a procurar um posto de saúde ou designa uma ambulância de suporte básico de vida, com técnicos de enfermagem e condutor socorrista para o atendimento no local; ou, de acordo com a gravidade do caso, envia uma UTI móvel, com médico, enfermeiro e condutor socorrista.

Cada ambulância conta com uma equipe capacitada para prestar atendimentos de urgência. Nas unidades de suporte básico, o atendimento é prestado por dois técnicos de enfermagem e um condutor, que também recebeu treinamento como socorrista, enquanto a equipe de suporte avançado será composta de médico e enfermeiro, além do condutor socorrista.

NÚMEROS - No ano de 2008, o setor de Estatística do Serviço registrou 2.953 atendimentos. No mesmo período de 2009 o número de atendimentos aumentou para 5.270. Em 2010 este número aumentou para 6.500. O acréscimo na quantidade de pessoas socorridas é reflexo direto do aumento da frota do Serviço, que passou de duas Unidades de Suporte Básico (USB) para cinco e duas Unidades de Suporte Avançado (USA) em funcionamento.

Em 2009, o Samu 192 apresentava uma cobertura populacional de 30% do Estado de Mato Grosso, sendo cinco ambulâncias na baixada Cuiabana, quatro na Macrorregião Sul Mato-grossense (Rondonópolis) e quatro na Macrorregião de Tangará da Serra.

Neste ano o Serviço de Assistência Móvel de Urgência adquiriu o status de atendimento acordados com o padrão mundial, significando um reforço ao aperfeiçoamento dos conhecimentos do Corpo Técnico que agrega o serviço, sendo contemplado com o Curso ofertado pela Universidade de São Paulo (USP) de Atendimento Pré-hospitalar de Suporte de Vida, no que rege os Protocolos Universais do Serviço.

"No ano de 2010 a cobertura foi ampliada e passamos a ter uma cobertura populacional de 65% em todo o Estado. A Baixada Cuiabana, composta por 11 municípios, tem cobertura de 100% do Samu, a Macrorregião Sul Mato-grossense (Rondonópolis -19 municípios) com cobertura de 100%, a Macrorregião de Tangará da Serra (dez municípios) tem cobertura de 100%, a Macrorregião de Juína (sete municípios) tem cobertura de 100%, a Macrorregião Juara (quatro municípios) tem cobertura de 100% e a Macrorregião de Barra do Garças (dez municípios) tem cobertura 100% do Samu 192", explicou Daoud Abdallah.

Só na Região Metropolitana de Cuiabá o Samu 192 possui sete bases de atendimento: duas na Rua Oriente Tenuta, uma no hospital Adauto Botelho, na região do bairro Coxipó, uma na Central de Regulação, à Rua Dom Bosco; e três bases em Várzea Grande: uma no Pronto Socorro Municipal, uma no bairro Cristo Rei e uma no Trevo do Lagarto.

PARA 2011 - O diretor do Samu 192 anunciou, para o 1º semestre de 2011, "a ampliação da cobertura populacional, que era de 65%, para um total de 85% introduzindo o serviço nas macrorregiões de Sinop (14 municípios), Cáceres (12 municípios), Pontes Lacerda (dez municípios) e Alta Floresta (seis municípios). A expectativa é ampliarmos o atendimento para mais 42 municípios no 1º semestre de 2011".

Daoud Abdallah informou, ainda, que a construção da nova sede do Samu 192, com novas salas, nova Central de Regulação, auditório e Núcleo de Educação Permanente (NEP) já está em andamento, no antigo Hospital Modelo, com previsão de entrega para Janeiro de 2011.

O Samu conta também com cinco motolâncias, solicitadas do Ministério da Saúde, sendo duas em funcionamento (uma em Tangará da Serra e uma em Rondonópolis) e as três pertencentes a Cuiabá irão iniciar suas atividades também em 2011.

Fonte: Secretaria da Fazenda do Estado do Mato Grosso



 Este conteúdo foi visitado 748 vezes.  

<< Voltar para a página anterior...
Livros - Submarino.com.br
Nova pagina 2

Nova pagina 2
 
 
 


Acompanhe nosso RRS

 

 

 
Nova pagina 2