Nova pagina 2

 

 
Nova pagina 2

Principal   

Quem somos   

Últimas notícias   

Eventos   

Notícias da Saúde   

Artigos da Saúde   

Notícias da Enfermagem   

Vestibulares   

Instituições de Ensino   

Cursos e capacitações   

Concursos em Destaque   

Calculadoras   

Links Interessantes   

Terminologias   

Pesquisas e Estudos   

Biblioteca Virtual   

Enfermagem   

Biológicas e da Saúde   

Pós-Graduação   

Idiomas   

Áreas de Atuação   

Conselhos   

Enfer. em Saúde Pública   

Enfermagem do Trabalho   

Artigos   

Monografias   

Teses e Dissertações   

Leis,   
Decretos e Resoluções   

Código de Ética   

 
Nova pagina 2
   | 1 enfermeiros on-line

Concursos!  

  Notícias da Saúde
Cuidados com a pessoa idosa



SES/AC

Renata Silva/Assessoria Ses acre

Idosos não são velhos, são homens e mulheres maiores de 65 anos, pessoas vividas, donas de maturidade, experiência, sabedoria e inteligência para lidar com os problemas diários.

Em 1º de outubro foi decretado pelas Nações Unidas o Dia Mundial da Pessoa Idosa, uma forma de despertar, entre os países, a situação financeira, social e afetiva que vivem os idosos.

No Brasil foi criado o Estatuto do Idoso para assegurar os direitos destes indivíduos que ao longo de suas vidas construíram e aprimoraram a sociedade para que todos desfrutassem dos avanços conquistados.

Ressaltando o Estatuto do Idoso, do Direito à Saúde, art. 15. “é assegurada a atenção integral à saúde do idoso, por intermédio do Sistema Único de Saúde - SUS, garantindo-lhe o acesso universal e igualitário, em conjunto articulado e contínuo das ações e serviços, para a prevenção, promoção, proteção e recuperação da saúde, incluindo a atenção especial às doenças que afetam preferencialmente os idosos (...).”

Segundo a coordenadora do Programa Estadual de Saúde da Pessoa Idosa, Rossy Ramos, apesar das leis, alguns idosos ainda sofrem com a violência doméstica, sexual e desnutrição, além disso, muitos são abandonados nos lares e hospitais ficando sem o auxílio dos familiares.

“Com a ausência da familia os idosos perdem a alegria de viver, causando depressão e antecipando várias doenças, como as neurológicas e as físicas, em contrapartida a família perde o amor e os valiosos conhecimentos que poderiam ser adquiridos com seus pais, avós, bisavós, tios, dentre outros parentes”, ressalta Rossy.

Para garantir a atenção integral à Saúde da população idosa, com ênfase no envelhecimento saudável e ativo, o Ministério da Saúde, em parceria com os estados e municípios, implantou em 2007 a Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa. No Acre foram implantadas 18.000 cadernetas, distribuídas nos 22 municípios. Para o preenchimento dessas cadernetas foram capacitados 550 profissionais.

De acordo com a nutricionista Especialista em Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa, Deltirene Cardoso, são várias as modificações sofridas pela idade, como diminuição da sensação do sabor dos alimentos (doce e salgado); diminuição da capacidade de sentir o cheiro dos alimentos; alterações em decorrência de doenças crônicas (hipertensão, diabetes, etc.); uso excessivo de medicamentos; depressão e dificuldade para se locomover.

“Todas essas mudanças, juntas ou isoladamente, precisam ser acompanhadas pelos profissionais de saúde e familiares, uma vez que podem acabar comprometendo a saúde do idoso, principalmente o estado nutricional, desencadeando carências nutricionais e desnutrição pela falta de apetite”, informa a nutricionista.

Alimentação

Na maioria das vezes, para melhor aceitação da dieta, é necessário organizar e mudar a forma de oferecer os alimentos: cortar em pedaços menores, picar, amassar para facilitar a mastigação; oferecer pequenas quantidades mais vezes ao dia, aumentando o número de refeições; oferecer água várias vezes ao dia, pois os idosos possuem a sensação de sede diminuída e podem desidratar mais facilmente.

As frutas, verduras e legumes regionais, fontes de vitaminas e minerais (cenoura, beterraba, alface, couve, cebolinha, tomate, laranja, mamão, banana e outros), e alimentos a base de fibras (aveia, cevada integral, farelos, trigo integral e outros) devem ser inseridas no cardápio do idoso, pois são importantes para facilitar o processo digestivo.

“É preciso estar atento às mudanças muito rápidas de peso, tanto para mais quanto para menos, assim, é importante verificar o peso toda vez que for ao médico e não esquecer-se de registrar as medidas no cartão do idoso”, orienta Deltirene.

Higiene pessoal e cuidados pessoais

A pessoa idosa necessita de cuidados com a higiene, como banho, limpeza dos cabelos, unhas, barba, boca, dentes e próteses, realizados pelo próprio idoso quando em estado saudável, caso contrário, se estiver enfermo ou precisar de auxílio por outro motivo, o acompanhante deve preservar a dignidade e individualidade do idoso. Ao cuidar do ancião, devem-se respeitar seus costumes e escolhas referentes a roupas, maquiagens, e outros utensílios que fazem parte da identidade de cada um.

Lazer

O lazer para a pessoa idosa varia de acordo com o estado de saúde e condições físicas de cada um. Alguns podem caminhar, outros bordar, fazer crochê, ler, assistir filmes, produzir artesanatos, cantar, dançar, dentre outras atividades.

Os limites impostos pela idade são superados a cada dia pelos idosos ativos, pois sabem viver intensamente e encaram a vida com prazer, amor e otimismo. 


 

 

 

 




 Este conteúdo foi visitado 1305 vezes.  

<< Voltar para a página anterior...
Livros - Submarino.com.br
Nova pagina 2

Nova pagina 2
 
 
 


Acompanhe nosso RRS

 

 

 
Nova pagina 2